top of page

Tropas de Israel invadem quartel do Hamas e apontam uso cínico de civis

As Forças de Defesa de Israel invadiram o quartel de segurança do Hamas “no coração da cidade de Gaza, perto do Hospital Shifa”, informou o porta-voz das FDI, Daniel Hagari.


“A área do quartel de segurança é o núcleo das atividades operacionais e de inteligência da organização terrorista e foi usada, entre outras coisas, para planejar e preparar as suas forças para o ataque assassino que realizou em 7 de outubro”, diz o comunicado oficial.


Durante os últimos dias, as forças de infantaria, armaduras e engenharia da equipe de combate da Brigada Givati ​​​​trabalharam para purificar a área e neutralizar as muitas infraestruturas terroristas, uma delas ampla e subterrânea, ao mesmo tempo que travou combates contínuos e eliminou dezenas de terroristas.


Até agora, mais de 50 terroristas foram mortos no distrito durante intensos combates. Além disso, foram encontrados documentos de inteligência e vários poços de túneis significativos. Fábricas para a produção de mísseis antitanque e lançadores de mísseis antitanque foram destruídos.


O quartel de segurança consiste em locais terroristas estratégicos para o Hamas, incluindo o quartel-general central da inteligência e o quartel-general da defesa aérea da organização terrorista, e escritórios do Hamas, incluindo o Ministério do Interior e a esquadra da polícia.

Além disso, a área contém as maiores instalações de treino da Faixa de Gaza para combates em terrenos urbanizados, postos militares avançados, armazéns e diversas fábricas de munições (foguetes, mísseis antitanque, UAVs e carga).


Todas as infraestruturas terroristas acima mencionadas estão localizadas no coração de uma população civil. Esta é mais uma prova da utilização cínica que a organização terrorista faz dos residentes da Faixa de Gaza como escudos humanos para a sua atividade terrorista assassina.


Os combates na área do quartel de segurança ainda continuam.”


Mais cedo, as FDI também publicaram a seguinte nota:

“Não há cessar-fogo. Há pausas táticas e locais para a ajuda humanitária aos civis de Gaza. Estas pausas táticas são limitadas em tempo e espaço. Estamos fornecendo também corredores humanitários para que os civis em Gaza se desloquem temporariamente para o sul, para zonas mais seguras, onde possam receber ajuda humanitária.


A nossa guerra é contra o Hamas e não contra o povo de Gaza.”


Commenti


BANNER_SAO_JOAO_2024_SITE.png
bottom of page