top of page

Jornalista tem carro depredado em Pré-Carnaval em Fortaleza após se recusar a pagar Flanelinhas

Até a bateria foi levada, assim como o pneu reserva e até a cadeirinha da filha. A vítima foi com a família a bloco de Pré-Carnaval na Praça do Ferreira e estacionou em zona azul

O carro de uma jornalista foi depredado enquanto ela participava de bloco de Pré-Carnaval na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, na noite de sexta-feira, 19. Ela estacionou em vaga de zona azul e se recusou a fazer o pagamento prévio exigido por guardadores de veículo na rua.


A jornalista Letícia Lopes estacionou na rua Senador Alencar, no Centro, às 17h35min. Ela e familiares foram abordados por dois homens, com coletes amarelos, que pediram o "dinheiro do lanche", mas ela se recusou a pagar e argumentou já ter pagado pela zona azul. Os flanelinhas reagiram: "A AMC (Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania) não manda aqui, a zona azul não funciona nesse pedaço, aqui quem manda é a gente", disse um deles.


Quando a família retornou ao carro, por volta das 22h15min, ao final do show, o veículo estava depredado e teve itens furtados.


"Quando eu me aproximei, abri a porta de trás do lado da rua, a porta já estava aberta. Quando eu abri, foi quando vi a bagunça toda", relatou Letícia.


Levaram a cadeirinha da filha, o pneu sobressalente, mochilas (inclusive uma com material escolar da criança), garrafas, tênis, e até a bateria do carro.


Ela pediu auxílio aos guardas municipais presentes, que deram a ela apoio e suporte. Ajudaram inclusive com a ligação de uma bateria para o carro. Eles informaram que próximo ao local há câmeras de segurança que podem ter gravado a ação dos indivíduos. 


Extorsão por estacionamento: BO sem sucesso

Letícia se dirigiu à Delegacia de Polícia Civil 34° Distrito Policial para registrar Boletim de Ocorrência (BO), mas não conseguiu, pois aparentemente os policiais no local não dispunham do sistema necessário e a orientaram a buscar outra delegacia.


Em nota a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS) se posicionou sobre o caso:


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informa que apura as informações acerca de um crime de furto qualificado, que teria ocorrido, nessa sexta-feira (19), no bairro Centro, na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4) de Fortaleza. A Polícia Civil reforça que este tipo de crime pode ser formalizado, também, por meio da Delegacia Eletrônica (Deletron), no site


Extorsão por estacionamento: comum em Fortaleza

O ato da cobrança indevida por estacionamento em locais públicos de Fortaleza é rotineiro e é ainda mais difundido em eventos festivos, caso do Pré-Carnaval.


Locais como Estação das Artes e Praça dos Leões têm presença quase contínua de "flanelinhas". Chegam a haver valores pré-definidos e cobrados antecipadamente. É usual ser exigido R$ 10 por carro e até por moto. Recusas em pagar muitas vezes são respondidas com ameaças — que chegam a se concretizar, como neste caso.


Comments


BANNER_SAO_JOAO_2024_SITE.png
bottom of page