top of page

Huck convida ex-traficante, hoje professor, para subir ao palco do Rio Innovation Week

Após ser apreendido pela polícia duas vezes, Wanderson se tornou professor de 70 mil pessoas. Evento falou sobre oportunidade para empreender.

O apresentador Luciano Huck, uma das atrações mais esperadas do terceiro dia de Rio Innovation Week 2023, quebrou o protocolo do evento e convidou para subir ao palco o ex-traficante e atual professor Wanderson. Durante o painel, o rapaz contou como deixou o crime para participar da capacitação de mais de 70 mil pessoas, utilizando seu conhecimento de informática e tecnologia.


Junto com a jornalista Andrea Sadi, Huck se encantou com a história de superação e transformação de Wanderson, que em 2003 fazia parte do grupo criminoso que controlava a favela da Fazendinha, no Complexo da Maré, na Zona Norte. "Me amarro nele", disse o apresentador, enquanto o rapaz contava sua trajetória. Aos 16 anos, o então traficante já tinha passado uma temporada apreendido no Degase, instituição que recebe menores infratores. Wanderson contou que ao sair da unidade, foi promovido na estrutura do tráfico e virou responsável pela "embalação" das drogas na favela.

Contudo, a vida de Wanderson mudou completamente quando, em sua segunda passagem pelo Degase, um dos agentes olhou pra ele com outros olhos e ofereceu a oportunidade dele aprender sobre informática.


"A partir do momento que alguém enxerga muito além da aparência, isso é fundamental na vida de quem precisa de um olhar. Isso vale para quem é líder de uma empresa, quando um líder olha pra alguém e enxerga potencial naquela pessoa, pode fazer dele um futuro líder também", analisou Wanderson.


A partir daquele olhar, Wanderson passou a ensinar outros menores apreendidos como mexer no computador. O diretor da instituição apresentou ele para outras pessoas e em pouco tempo ele estava levando o conhecimento e sua forma de ensinar para milhares de jovens carentes do Brasil.


Com os novos contatos, Wanderson foi chamado para coordenar um curso de capacitação de jovens com duração prevista para três meses. O trabalho envolvendo conhecimento de tecnologia durou 3 anos e formou mais de 3 mil jovens. Atualmente, um dos projetos do professor Wanderson já capacitou mais de 70 mil jovens em todas as regiões do Brasil.



Comentários


BANNER_SAO_JOAO_2024_SITE.png
bottom of page