top of page

Hospital Walfredo Gurgel atendeu mais de 2 mil acidentados de moto de fevereiro a abril deste ano


Referência para a Região Metropolitana de Natal e parte do interior do Estado para atendimento a acidentes de trânsito, o Hospital Walfredo Gurgel registrou, entre fevereiro e abril, 2.164 atendimentos a casos envolvendo motociclistas. O recorde foi o mês de março, com 765 atendimentos.


Pela média, no mês de março, um acidentado deu entrada no hospital a cada hora.

Nesta segunda-feira (6), para frear o aumento nos índices, foi lançada a campanha Maio Amarelo.


O dado de março apurado pelo Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar da unidade é o recorde histórico dos últimos três anos, quando o dado passou a ser melhor detalhado. O levantamento ainda indica que a grande parte dos atendimentos são provenientes da Região Metropolitana, sendo 37,89% dos acidentes ocorridos na capital, com destaque para os bairros de Lagoa Nova, Potengi e Alecrim, seguida de Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Extremoz e Ceará-Mirim.


No âmbito geral, vítimas de acidente de moto são a segunda maior demanda do Walfredo Gurgel, ficando atrás apenas de queda da própria altura. Dos casos totais, 709 pessoas, ou 32,76%, foram internadas no Walfredo após o primeiro atendimento de urgência, com uma média de cinco dias de permanência.


A maior incidência de problemas envolve fratura na perna, seguida de traumatismo craniano e fraturas no antebraço, no pé e no ombro/braço. Quase 60% dos pacientes atendidos no Walfredo por acidente de moto estão entre 21 e 40 anos, ou seja, em plena idade econômica ativa. Outros 10% têm entre 16 e 20 anos, enquanto 15% configuram-se na faixa de 41 a 50 anos.


Desde 2021, o acompanhamento dos dados de atendimento a acidentes de moto no Walfredo Gurgel apresenta um crescimento sustentado, saindo de uma média mensal de 598 naquele ano para 700 em 2023.


98FM

Comments


BANNER_SAO_JOAO_2024_SITE.png
bottom of page