top of page

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 70,95% da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), realiza o monitoramento dos principais reservatórios responsáveis pelo abastecimento e atendimento às diversas necessidades de uso dos municípios potiguares.


O Relatório dos Volumes dos Principais Reservatórios do RN, divulgado nesta terça-feira (09), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.683.786.831 m³, percentualmente, 70,95% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.000 m³. A última vez que o manancial acumulou esse percentual foi no ano de 2012.


As reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.999.415.425 m³, equivalentes a 67,57% da sua capacidade total, que é de 4.438.663.499 m³. O volume geral acumulado também é o maior desde 2012.


A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, acumula 445.707.850 m³, correspondentes a 74,32% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. Esta também é a maior reserva dos últimos 12 anos.


Localizada em Upanema, Umari acumula 266.869.390 m³, percentualmente, 91,14% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Em 2023 a barragem sangrou no dia 09 de abril.

O açude público de Currais Novos, que possui capacidade para 3.815.000 m³, também completou 100% da sua capacidade e está sangrando.


Atualmente, 16 reservatórios monitorados pelo Igarn estão com 100% da sua capacidade, sendo 12 destes com capacidades superiores a 05 milhões de metros cúbicos, são eles: o açude público de Encanto; Mendubim, em Assú; Campo Grande, em São Paulo do Potengi; Pataxó, em Ipanguaçu; Dourado, em Currais Novos; o açude público de Riacho da Cruz; Passagem, em Rodolfo Fernandes; Beldroega, em Paraú; Malhada Vermelha, em Severiano Melo; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Apanha Peixe, em Caraúbas; Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz.


Os açudes monitorados pelo Igarn, que possuem capacidades inferiores a 5 milhões de metros cúbicos e estão com 100% da sua capacidade são: Novo Angicos, em Angicos; Riachão, em Rodolfo Fernandes; Curraes, em Itaú; Pinga, em Cerro Corá; Tesoura, Francisco Dantas; o açude Currais Novos, em Currais Novos; Dinamarca, em Serra Negra do Norte; e Francisco Cardoso (Mulungu), localizado em Currais Novos.


O açude Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, está com 98,50% da sua capacidade total, que é de 8.538.108 m³. Já o Flechas, em José da Penha, está com 81,54% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³.



A barragem de Pau dos Ferros acumula 39.577.726 m³, percentualmente, 72,16% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. Em 2023 o manancial sangrou no dia 05 de maio.

O açude público de Cruzeta acumula 18.868.058 m³, correspondentes a 80,13% da sua capacidade total, que é de 23.545.745 m³. Desde 2011 o manancial não acumula esse volume de reservas hídricas.

Kommentare


BANNER_SAO_JOAO_2024_SITE.png
bottom of page